Encontro da Família

Em 1992 foi realizado o 1.º encontro da Família Wastowski e, após 25 anos, o segundo encontro foi realizado em 2017.
Em breve teremos o 3.º encontro. :)
 Ver mais detalhes.

Livro de Visitas

Agradecemos a todos que registraram seus comentários, críticas ou sugestões.
  Ver Livro de Visitas.

Santuário a Nossa Senhora de Częstochowa

Santuário para Nossa Senhora Częstochowa A devoção a Nossa Senhora do Monte Claro veio com o imigrante polonês e é mantida por seus descendentes. Na comunidade da linha Bom Jardim está localizado o santuário em honra a Nossa Senhora de Częstochowa.
 Ver mais detalhes.

Santuário em Honra à Nossa Senhora do Monte Claro (Matka Boska Częstochowska)

Dia 26 de agosto comemora-se o dia de Nossa Senhora de Częstochowa (lê-se “Tchenstorrova”) e a Festa da Padroeira da Polônia. O Polonês, povo muito católico, preserva sua fé em constante reverência à sua padroeira, cuja história é bem antiga.

Reza a tradição que São Lucas, o Evangelista que mais escreveu sobre Maria, teria pintado o retrato da Mãe de Deus sobre a mesa usada pela Sagrada Família. A providência velou sobre a preciosíssima relíquia, quer durante a destruição de Jerusalém, quer durante os três primeiros séculos, até o ano 326, quando Santa Helena, indo a Jerusalém, à procura de relíquias de Jesus encontrou o Quadro pintado por São Lucas e o ofereceu a seu Filho Constantino Magno. Este construiu em Constantinopla uma Igreja dedicada à Virgem Maria e lá colocou o Quadro, o qual se tornou célebre pelos milagres e graças, sendo cercado de grande veneração. Por medo das profanações, supõe-se que o Quadro tenha sido guardado por cinco séculos no palácio imperial.

Os imperadores bizantinos casavam suas filhas com os príncipes da Rutênia e da Rússia. Desta maneira uma das filhas, casando-se, levou o Quadro para a Rutênia Vermelha e o colocou no Castelo de Beleza, propriedade do príncipe Leão, e ali permaneceu por mais 100 anos. Em 1532 o rei da Polônia Casimiro, o Grande, incorporou à Polônia estas terras já devastadas pelos tártaros. Durante uma rebelião nesta região, segue para lá, a fim de restabelecer a paz, o príncipe polonês da Silésia (Opole), chamado Ladislau. Este tomou o Castelo de Belza e redeu homenagem ao Quadro milagroso de São Lucas, ordenando que o mesmo fosse colocado no mais belo salão. Logo a região começou a ser invadida pelos tártaros, o príncipe temendo pela sorte do Quadro, se acaso ficasse no oriente, resolveu transportá-lo para seu Castelo em Opole, na Silésia.

Durante a viagem, chegando a Częstochowa, o príncipe teve que pernoitar. Em sonho Maria Santíssima ter-lhe-ia revelado o desejo de que o Quadro deveria ficar ali. Não contrariando os desígnios do Céu, o príncipe levou o Quadro para a Igreja de Nossa Senhora da Assunção. Era o dia 26 de agosto de 1382, conforme ata. O príncipe doou parte de suas riquezas para a reconstrução da Igreja e do mosteiro no Monte Claro - Jasna Góra. A seguir convidou os padres Paulinos da Hungria e lhes confiou à custódia do Quadro. Desde aquele tempo até os nossos dias eles são os guardas desta preciosa relíquia.

Sobre o Quadro Milagroso, na face de Maria, vemos dois cortes, marcas da tentativa de roubo do Quadro, quando em 1430 os husitas saquearam e despojaram o convento levando o Quadro consigo, porém uma força misteriosa impedia de fugir. Enraivecidos danificaram o Quadro. Salva milagrosamente a imagem foi levada a Cracóvia, então capital do Reino. O rei Ladislau Jagiello mandou que fosse restaurada e, para sua ornamentação, ofereceu ouro, prata e pedras preciosas. Contudo o artista deixou duas marcas no rosto de Nossa Senhora, em forma de dois riscos, como sinal da fraqueza humana. Assim restaurado e embelezado o Quadro retornou a Częstochowa. Desde então, este Santuário cresceu, tornou-se conhecido e objeto de profunda veneração do povo, dos cavaleiros, dos magnatas e dos reis. No ano de 1620, o Convento e o Santuário foram cercados de uma muralha, para sua eventual defesa, cujos restos perduram até nossos tempos. A cor tão escura do rosto, que parece até esconder os traços deve-se sem dúvidas a longa história deste Quadro, que já conta então com quase dois milênios.

Romaria em Homenagem a Nossa Senhora

A devoção à Nossa Senhora do Monte Claro foi trazida pelos imigrantes poloneses e é mantida até hoje por seus descendentes. Nossa Senhora Częstochowa é a padroeira da Polônia e do povo polonês.

A comunidade de Linha Bom Jardim, município de Guarani das Missões (RS), realiza, sempre no último domingo de agosto, a romaria em honra a Nossa Senhora de Częstochowa (do Monte Claro). A primeira romaria foi realizada em 30 de agosto de 1992.

As comemorações iniciam com as novenas preparatórias que são realizadas durante os 9 dias que antecedem o dia da romaria. No dia da romaria, último domingo de agosto, às 6h30 diante da matriz de Guarani das Missões, inicia a romaria rumando pela BR 392 até o santuário de Linha Bom Jardim (18 km de caminhada). Outra romaria parte de Ubiretama (cidade vizinha) às 7h30. Próximo das 10 horas, os romeiros chegam a Linha Bom Jardim, onde às 10 horas é realizada a missa campal, às 11h30 a bênção da saúde, em seguida almoço e à tarde meditação e visitações.


Santuário de Nossa Senhora

Este santuário em homenagem a Nossa Senhora Częstochowa está localizado na Linha Bom Jardim, à 18 km da sede do município de Guarani das Missões - RS. Em 1915 foi construída uma capela de madeira que, em 1994 foi transformada em santuário.

Santuário de Nossa Senhora Częstochowa - foto externa Santuário de Nossa Senhora Częstochowa - foto interna Santuário de Nossa Senhora Częstochowa - foto externa Santuário de Nossa Senhora Częstochowa - Romaria

Oração à Nossa Senhora do Monte Claro

Virgem Santíssima, Mãe de Deus, amada e venerada em nosso Santuário do Monte Claro, onde através dos séculos, fostes a dispensadora de graças a vosso povo fiel, vinde em nosso auxílio, salvai-nos, nós vos suplicamos, como livrastes de tantos perigos os nossos antepassados. Amém.


Localização

O Santuário de Nossa Senhora do Monte Claro está localizado na Região das Missões - Rio Grande do Sul. Mapa da Região das Missões

A Região das Missões é uma região turística localizada no Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Brasil. Recebe turistas do Brasil e de diversas partes do mundo, principalmente da Argentina, do Paraguai, do Uruguai e da Europa. A Região das Missões faz parte do roteiro internacional Iguassu-Misiones (Iguaçu-Missões).

O nome Missões deriva do fato de que nessa região foram edificadas, entre os séculos XVII e XVIII, as reduções jesuíticas dos Guarani, chamadas Missões. No lado brasileiro, foram criadas sete reduções, denominadas de Sete Povos das Missões.

Nesta região, está localizado o município de Guarani das Missões, onde se destaca a presença dos descendentes poloneses, por isso sendo chamada a Capital Polonesa dos Gaúchos.

Entre em contato através do e-mail: familia@wastowski.com.br.
Copyright © Julho / 2005 - ALW. Todos os direitos reservados.

Pesquisar

Romaria Internacional de Częstochowa

No dia 27 de agosto será realizada a 26.ª Romaria Internacional em Honra a Nossa Senhora de Częstochowa (Nossa Senhora do Monte Claro) na comunidade da Linha Bom Jardim em Guarani das Missões - RS.
 Ver mais detalhes.

Estatísticas

 4.384 cadastros.
 463 usuários.
 831 fotos.
 596.011 visitantes.
 1.648.688 consultas.
 Alterado em 27/09/2017.

Fotos Enviadas

Esta galeria contém fotos enviadas por colaboradores.
  Ver a galeria de fotos.