Encontro da Família

Em 1992 foi realizado o 1.º encontro da Família Wastowski e, após 25 anos, o segundo encontro foi realizado em 2017.
Em breve teremos o 3.º encontro. :)
 Ver mais detalhes.

Livro de Visitas

Agradecemos a todos que registraram seus comentários, críticas ou sugestões.
  Ver Livro de Visitas.

Santuário a Nossa Senhora de Częstochowa

Santuário para Nossa Senhora Częstochowa A devoção a Nossa Senhora do Monte Claro veio com o imigrante polonês e é mantida por seus descendentes. Na comunidade da linha Bom Jardim está localizado o santuário em honra a Nossa Senhora de Częstochowa.
 Ver mais detalhes.

Imigração Polonesa no Brasil

Quando a imigração polonesa começou no Brasil, não existia o Estado Polonês, somente a nação. A Polônia, após ter sido um dos maiores países europeus nos séculos dezesseis e dezessete, foi invadida no século dezoito pelos seus três poderosos vizinhos, Rússia, Áustria e Prússia (Estado inventado por invasores alemães das terras Ocidentais da milenar Polônia). A parte ocupada pelos prussianos compreendeu a Pomerânia e a Silésia. Foram destas regiões que partiram os primeiros contingentes emigratórios. As causas principais foram às duras perseguições impostas aos poloneses pelos invasores germânicos, como:

  • Proibição da língua polonesa nas escolas primárias, normais e secundárias.
  • Campanha sistemática para a "despolonização" dos nomes de acidentes geográficos, ruas, praças e até nomes e sobrenomes de pessoas. (Gdansk virou Dantzig).
  • Proibição para os padres católicos proferirem sermões em língua polonesa.
  • Forte censura da imprensa polonesa.
  • Venda obrigatória das terras agrícolas dos poloneses.

Essa campanha pela "despolonização" da população foi denominada de Kulturkampf.

Os russos, por sua vez, ocuparam a maior parte central e Leste das terras polonesas e da mesma forma impuseram drásticas medidas para apagar qualquer traço polonês da face da terra. As medidas draconianas previam:

  • Proibição do idioma polonês nos atos oficiais.
  • Perseguição da igreja católica e imposição da igreja ortodoxa.
  • Proibição do idioma polonês nas escolas.
  • Proibição aos poloneses de ocuparem cargos na administração.

Finalmente, os austríacos foram um pouco menos duros. O Império Austro-Húngaro foi obrigado a fazer concessões para as nacionalidades que viviam em terras polonesas. Viena re-nominou a região para o nome de Galícia e a transformou numas das regiões mais pobres e de maior atraso e estagnação do Império.

Essa política de repressão comandada em conjunto pelos invasores causou enorme sentimento de revolta. Nos anos de 1830, 1864 e 1905 ocorreram violentas revoluções em solo polonês contra o domínio invasor.

Portanto, é compreensível que muitos poloneses, vivendo nestas circunstâncias pensassem em emigrar. Os primeiros grupos de emigrantes partiram justamente das terras ocupadas pelos germânicos e em alguns momentos foram confundidos como sendo alemães, em razão dos nomes que portavam nos documentos (uma das imposições dos invasores: a troca de nomes poloneses por germânicos). Por isso mesmo, tem muito descendente polonês no Brasil pensando que sua origem é alemã por causa do sobrenome.

Entre em contato através do e-mail: familia@wastowski.com.br.
Copyright © Julho / 2005 - ALW. Todos os direitos reservados.

Pesquisar

Romaria Internacional de Częstochowa

No dia 27 de agosto será realizada a 26.ª Romaria Internacional em Honra a Nossa Senhora de Częstochowa (Nossa Senhora do Monte Claro) na comunidade da Linha Bom Jardim em Guarani das Missões - RS.
 Ver mais detalhes.

Estatísticas

 4.384 cadastros.
 463 usuários.
 831 fotos.
 596.011 visitantes.
 1.648.678 consultas.
 Alterado em 27/09/2017.

Fotos Enviadas

Esta galeria contém fotos enviadas por colaboradores.
  Ver a galeria de fotos.